Linhas de Ação - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN

Já beneficiou cerca de 160 alunos

Assumindo o papel transformador junto à comunidade, através do conceito de responsabilidade social , a FARN cria oportunidades para que jovens de 18 a 23 anos, de escolas públicas, sejam incluídos no mundo da informática. Trata-se do projeto INCLUSÃO DIGITAL, feito em parceria com a prefeitura de Parnamirim e a ONG Moradia e Cidadania. O objetivo é reduzir o número de jovens que não tem contato com o micro-computador e, ao mesmo tempo, proporcionar a inserção no mercado de trabalho.

O projeto começou em agosto de 2002 e já beneficiou cerca de 160 alunos, que tiveram a chance de contar com uma educação complementar para a qualificação profissional. O curso tem carga horária total de 80 horas e as aulas são ministradas por alunos voluntários da FARN dos cursos de Licenciatura em Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação. Para a coordenadora da Inclusão Digital, a Profa. Lívia Maria Martins da Silva, o projeto de extensão da FARN é um esforço para a difusão dos conhecimentos em informática e erradicação do analfabetismo digital. "A Faculdade tem uma responsabilidade com a sociedade na qual está inserida", diz.

VOLTAR
SIM, OBRIGADO!