Alunos de Engenharia propõem iniciativa para uso inteligente da água - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN

Alunos de Engenharia propõem iniciativa para uso inteligente da água

A preocupação com a economia de água passou a ser maior após o agravamento da crise hídrica que afeta grande parte da região Nordeste do país. Pequenas atitudes, no entanto, podem garantir a preservação dos nossos mananciais e diminuir o desperdício. 

Pensando nisso, os alunos Adler Luciano Torres Gomes e Cíntia Angélica Torres, do primeiro ano do curso de Engenharia Civil do UNI-RN, estão desenvolvendo um sistema de irrigação automatizado, sob a orientação do professor Fábio Pereira, coordenador do curso, que vai possibilitar o uso inteligente da água da chuva e dos aparelhos de ar-condicionado que fica armazenada em reservatórios construídos na instituição. 

O armazenamento de água da chuva e de aparelhos de ar-condicionado faz parte do Projeto de Aproveitamento da Água Através de Fontes Alternativas, desenvolvido no âmbito da instituição por meio do curso de Engenharia Civil e que compõe um dos eixos do Programa UNI-RN Sustentável. 

O projeto do casal prevê a implantação de um sistema automatizado voltado à irrigação, que, inicialmente, contemplará a área próxima à Biblioteca. Posteriormente, será estendido a outras áreas do campus. 

Com o sistema de automação, a água será distribuída de maneira uniforme pelos jardins, evitando, com isso, o desperdício causado com o uso de mangueiras, por exemplo”, explica Cíntia Torres. 

O sistema proposto partiu de uma  iniciativa já adotada na residência do casal, e que deu tão certo que eles resolveram transformar a iniciativa doméstica em projeto de sala de aula. Como Alder é formado em Engenharia da Computação, ele mesmo construiu uma placa de circuito integrado que controla todo o sistema. 

Segundo o casal, é comum encontrar esse tipo de equipamento no mercado, mas eles costumam ter preços altos. “Se nós fossemos contratar uma empresa para instalar esse tipo de serviço iriamos gastar até três vezes mais. Podemos considerar esse um sistema de baixo-custo”, ressalta Adler Gomes.

O sistema de automação deverá entrar em funcionamento ainda neste semestre. 

SIM, OBRIGADO!