#AtletaUNI: conheça a história Gabriel Rocha - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN
  • ACESSIBILIDADE:
  • Aumentar Fonte
  • Tamanho original
  • Diminuir Fonte
  • Contraste
31.05.2019

#AtletaUNI: conheça a história Gabriel Rocha

O Wrestling foi o que praticamente me ajudou, e também a minha mãe, a superar a perda do meu pai, que era para mim a pessoa mais importante. Então minha mãe que tomou essa iniciativa: ela assumiu o lugar dele, foi mãe e pai ao mesmo tempo, e me incentivou a ficar no esporte”, relembra o jovem atleta Gabriel Rocha, 19.

Gabriel é aluno do curso de Educação Física Bacharelado do UNI-RN e conta que começou a praticar o Wrestling em 2012, quando enfrentava o luto da perda do pai. Por intermédio de um professor de Educação Física, que enxergou potencial no adolescente tímido e um pouco acima do peso, Gabriel iniciou os treinamentos.

“Ele viu como eu era, meu porte físico (eu era gordinho) e me chamou para praticar. No começo achei meio estranho por conta da roupa, mas eu fui treinando e gostando ao longo do tempo e cada vez mais recebendo o apoio da minha mãe, que hoje é diretora técnica da academia na qual treino”, conta.

Carreira

Hoje, passados oito anos, Gabriel tornou-se o atual campeão brasileiro de Wrestling na categoria 92 quilos, além de notabilizar-se nos Jogos Universitários Brasileiros (JUB 2018) e no Campeonato Brasileiro (2018 e 2019), alcançando o primeiro lugar em ambas as competições. Ele também recebeu o título de terceiro lugar no Pan-Americano (internacional) em 2018. Este ano, Gabriel foi o vice-campeão do JUB, bem como ganhou vaga para o Pan-Americano Sênior 2019 (Argentina) e para o Pan-Americano 2019 (Guatemala). 

Além do Wrestling, Gabriel revela que também pratica Jiu-jitsu, porém, mantendo o foco no primeiro esporte. Em sua trajetória, ele faz questão de citar os nomes das pessoas que foram fundamentais nesse processo e um deles é o do seu treinador, Fernando Antônio. “Foi ao decorrer das competições, e das conquistas, que eu fui ganhando reconhecimento. Mas eu devo parte disso meu professor, que em relação a parte física e técnica, ele sempre me apoiou, e também aos  meus familiares, que me auxiliaram financeiramente para eu conseguir competir”, afirma.

Formação

O amor pelo esporte se estende à outras áreas da vida do jovem, isso porque atualmente Gabriel está cursando o 5º período do bacharelado em Educação Física no UNI-RN. Apesar de estar na metade do curso, o estudante declara que a graduação o tem ajudado bastante no que diz respeito a sua performance como atleta.

“ O curso me ajuda muito na parte técnica, em relação a parte física, aos movimentos, e a saber quais lesões posso evitar, por exemplo. O curso, sobretudo por ser bacharelado, me oferece um bom suporte de conhecimentos, que posso aplicar na minha rotina de treino”, declara.

Ele ainda acrescenta que depois de concluir o curso, pretende continuar sempre estudando, e sonha em especializar-se como educador físico para modalidade do Wrestling.

“Eu quero seguir na área do esporte, sempre estudando e procurar uma pós-graduação. Quero  aplicar o que aprendi no curso ao esporte que amo, o Wrestling, pois eu pretendo ser preparador físico de Luta Olímpica”, conta.


SIM, OBRIGADO!