Mais do que atividades físicas o Ativa Idade traz histórias de vida - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN

06.11.2017

Mais do que atividades físicas o Ativa Idade traz histórias de vida

Muitas histórias poderiam ser contadas no último sábado (4) em mais uma edição do projeto Ativa Idade, coordenado pelos professores Elys Costa de Sousa e João Caetano de Farias Neto, do curso de Educação Física do UNI-RN.  

Veja a galeria de fotos 

A cegueira não impediu que as amigas Ivete Cortês e Regina Dulce Negreiros (ambas cegas) viessem do conjunto Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, para participar das atividades de dança e alongamento. Elas contam que ficaram sabendo do projeto por meio do aluno do 6º período de Educação Física, Márcio Gomes, amigo e vizinho.

O casal Antônio Navarro e Maria do Céu, orgulhosos dos seus 75 anos e 50 de casados, foram juntos para a hidroginástica. Ele já é um assíduo frequentador da Academia-escola do UNI-RN. “Isso é muito bom. Para o corpo e para a mente. Reativa a vida. Dá disposição pra viver. Tem muita gente doente por aí, porque não se movimenta”, ensina o sábio senhor.  A esposa, durante muito tempo, participou das atividades do grupo de idosos Bem Viver, das Clínicas Integradas do UNI-RN.

Também do conjunto Santa Catarina veio a dona de casa Maria da Conceição Santos do Nascimento, que já integra um grupo de idosos na Zona Norte, o Mexa-se. Era a primeira vez que ela participava do projeto. Escolheu a dança. “Se parar, adoece”, brincou.

Segundo a coordenadora do projeto, Elys Sousa, pelo menos 73 pessoas, entre idosos e familiares, participaram das atividades. E o projeto, ela lembra, não é bom só para os idosos, mas, principalmente, para os alunos que exercitam a prática profissional já no início do curso.

Marcos Maciel é um desses alunos. Cursando o 2º ano de Educação Física bacharelado, ele destaca a importância da vivência prática para a boa formação profissional. “Eu estou vivenciando, hoje, aqui, coisas que vão fazer parte do meu dia a dia profissional, no futuro”, ressaltou o jovem, que junto com outros alunos coordenou as atividades de hidroginástica, onde estava o casal Antônio Navarro e Maria do Céu.  

Todos os idosos passaram antes por palestra e orientações sobre primeiros socorros, avaliação antropométrica e avaliação clínica (glicemia e pressão arterial). Depois, cada um escolheu a atividade que mais lhe agradava: hidroginástica, dança, práticas corporais (relaxamento e alongamento), jogos de tabuleiro e terapia de grupo.

As atividades físicas e recreativas foram encerradas com um momento de confraternização e um lanche.  

“O projeto Ativa Idade tem por objetivo proporcionar ao aluno a vivência prática do profissional de educação física de lidar com a população em geral e de criar estratégias de promoção à saúde, mas precisamente no Núcleo de Apoio à Família no âmbito do SUS”, destacou a professora Elys Sousa.

SIM, OBRIGADO!