Nota de pesar: Daniel Thiago Frazão - Centro Universitário do Rio Grande do Norte - UNI-RN

Nota de pesar: Daniel Thiago Frazão

O Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN) lamenta profundamente a morte precoce do egresso de Educação Física Daniel Thiago Frazão e se solidariza com seus familiares e amigos neste momento de dor, estendendo a todos os nossos sentimentos de pêsames e condolências. Que Deus, em sua infinita misericórdia, possa confortar a família enlutada.

O educador físico, que formou-se no início do ano, já lutava há algum tempo contra a leucemia, e teve a morte constatada nesta terça-feira (8).

O corpo de Daniel Frazão está sendo velado na Central de Velórios Sempre, na rua dos Pajeús (Avenida 8), Alecrim. O sepultamento está marcado para as 17 h, no cemitério Morada da Paz, em Emaús.

"Eu defino Daniel Frazão como um anjo que veio ao mundo para nos ensinar sobre o amor. O sofrimento dele nos mostrou a importância dos pequenos gestos e como eles podem salvar vidas. Daniel veio, cumpriu sua missão e voltou para perto de Deus." (Vera Brüch, coordenadora de Educação Física)

"Os caminhos de Deus não são fáceis de compreender. Nossa missão aqui na Terra está bem definida, e Daniel cumpriu a sua com muita dignidade e companheirismo. Que seu legado seja aprendido por todos nós e sua fortaleza nos encoraje a, cada vez mais, trabalhar pelo engrandecimento do outro. Que a fé e a esperança na vida eterna confortem seus familiares e amigos." (Angela Guerra Fonseca, vice-reitora) 

"Acompanhamos a luta de Daniel pela vida e o seu difícil e prolongado tratamento contra o câncer. Batalha que, infelizmente, ele não conseguiu vencer. Quero manifestar nossa solidariedade à família e nos colocar à disposição neste momento de grande dor e tristeza. Daniel foi um aluno exemplar, que não se deixou abater pela doença, uma pessoa do bem e um ser humano iluminado. Talvez por isso sua passagem na terra tenha sido tão breve. Que Deus o receba!" (Daladier Pessoa Cunha Lima, reitor)

"Uma dia triste aos olhos do ser humano, mas de festa na casa do Pai! Esses são os sentimentos, embora paradoxais, da ida ou da chegada, a depender de cada ótica. Hoje o meu grande amigo, ex aluno e acima de tudo um ser humano que há 3 anos lutava contra a leucemia foi ao melhor de todos os encontros." (André Davim, professor)

SIM, OBRIGADO!